20.6 C
Patrocínio
segunda-feira 18 janeiro 2021
- Publicidade -
- Trapiche Bar & Petisco -
Início Destaque Homem que pesava 250 kg morre após ficar 8h em ambulância esperando...

Homem que pesava 250 kg morre após ficar 8h em ambulância esperando atendimento

O paciente era de Mantena e esperou atendimento em Governador Valadares, onde morreu; ele já tinha sido transferido de caminhão para o Espírito Santo

Depois de ter usado um caminhão baú para levar um homem de 43 anos com obesidade mórbida e pesando cerca de 250 quilos para atendimento no Espírito Santo, a família do mineiro Ernandes Fehlberg viu ele morrer, nesta sexta-feira (21), após aguardar por 8h dentro de uma ambulância atendimento médico em frente ao Hospital Municipal de Governador Valadares, no Rio Doce. Ele chegou a ser atendido, após a longa espera, mas não resistiu e morreu. Na cidade capixaba ele também não conseguiu atendimento.

Ernandes Fehlberg, era natural de  Mantena, na mesma região, onde, segundo a prefeitura, não havia estrutura para realizar o tratamento por ser de alta complexidade já que ele tinha obesidade mórbida.  O paciente precisava de uma cirurgia de hérnia nos testículos. A saga da família começou quando ele deu entrada no Pronto-Socorro de Mantena, na última segunda-feira (17), ali começou um impasse pelo atendimento dele.

Segundo o secretário de saúde de Mantena, Osmar Rufino foi feita uma tentativa de internação do paciente em Governador Valadares, que é o município de referência de saúde, na região do Rio Doce,  na segunda-feira, porém, sem sucesso. A família de Fehlberg ficou desesperada pelo tratamento e, na última quarta-feira (19) resolveu levar o paciente para a cidade de Barra de São Francisco, no Espírito Santo. O município de Mantena não forneceu a ambulância e ele foi transportado por um caminhão baú.

“O carro da prefeitura não podia fazer esse transporte, por que a retirada dele do hospital e a ida até outro Estado não era aconselhada pela equipe médica e não havia garantia de vaga no Espírito Santo, isso por que o certo seria transferi-lo para Governador Valadares, que é a referência em saúde”, explicou Rufino em entrevista ao jornal local.

A família contratou um caminhão baú particular e o levou até o Espírito Santo. “A família temia que ele morresse no hospital de Mantena sem socorro, por isso eles contrataram esse caminhão, mas é muito descaso e muita humilhação uma pessoa ser tratada assim”, lamentou um amigo do paciente, que preferiu não se identificar.

No Espírito Santo, ele também não foi atendido e voltou para Mantena, de onde foi transferido para Governador Valadares em uma ambulância sem médico e apenas com um técnico de enfermagem. De acordo com Rufino, o paciente precisava apenas de oxigenação que poderia ser ministrada pelo técnico.  “Quando ele estava a caminho de Governador Valadares, eu recebi uma ligação de lá, falando que não tinham como recebê-lo. Mas como ele já estava a caminho pedimos para seguir”, contou.

Prefeitura de Governador Valadares diz que avisou que não tinha vaga e estrutura para o atendimento

Na tarde desta quinta-feira (20) o paciente chegou ao Hospital Municipal de Governador Valadares e não foi atendido, ficou na porta dentro de uma ambulância aguardando. A prefeitura da cidade informou, por nota, que tinha repassado à prefeitura de Mantena que não havia vaga no hospital municipal e nem estrutura para a cirurgia. Diante da situação, os diretores da unidade de saúde acionanaram à Polícia Militar.

“Importante ressaltar que diante da negativa do SUS FÁCIL – sistema gerido pelo governo do Estado que apontou não ter vaga disponível para este atendimento no Hospital Municipal -, o seu encaminhamento correto deveria ter sido para Belo Horizonte, onde receberia o atendimento especializado para o caso”, escreveu a prefeitura.

Após 8 horas de espera em frente ao hospital, Fehlberg chegou a ser atendido, mas morreu na madrugada desta sexta-feira (21). De acordo com um boletim de ocorrência, vendo o paciente aguardando e sem atendimento médico na ambulância, a direção do hospital de Governador Valadares resolveu atendê-lo.  O Corpo de Bombeiros fez a retirada do paciente da ambulância e o levou ao 2º andar do hospital, mas ele não resistiu.

“Durante o transporte do paciente com obesidade mórbida, pesando aproximadamente 250 quilos, ou seja, de alta complexidade e com comorbidades, não teve acompanhamento de médico ou de equipe de enfermagem conforme prevê a lei para casos graves como era o dele”, complementou a prefeitura de Governador Valadares.

Em informações a Inter TV, afiliada da Rede Globo, a família reclamou de descaso com o paciente. Segundo a família ele não tinha condições de vir para Belo Horizonte. A reportagem tentou contato com os parentes do homem, mas sem sucesso.

O caso foi repassado para a Polícia Civil que abriu inquérito para apurar a situação.

Por NATÁLIA OLIVEIRA | SIGA PELO TWITTER @OTEMPO

Disponível em https://www.otempo.com.br/cidades/homem-que-pesava-250-kg-morre-apos-ficar-8h-em-ambulancia-esperando-atendimento-1.2375367

-Onnet Telecom -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Posto São Francisco -

ULTIMAS NOTÍCIAS

Patrocínio – Polícia Militar prende quatro autores envolvidos no último homicídio

18/01/2021. Por volta das 10h03min, durante o desencadeamento da operação 10ª RPM CONTRA O CRIME, as equipes Tático Móvel coletaram informações das equipes do...

OUTRAS NOTÍCIAS

Governo vai lançar novo programa habitacional

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, disse hoje (21) que, na próxima semana, o governo federal vai lançar um novo programa de habitação...

PROCURA-SE : AIKA

ULTIMAS NOTÍCIAS

- Fernando Sanchez -
- Luciana Santos Estética -
- Funerária Nova Aliança -
- Bio Vida -
- Hellen Modas -
- Casa Bonita -
- Festiva -
- Borges Seminovos -
- Tropeirão -
- Casarão Imóveis -
- Criativa Móveis -

TEMPO / CLIMA

Patrocínio
nublado
20.6 ° C
20.6 °
20.6 °
100 %
1.8kmh
100 %
ter
26 °
qua
25 °
qui
25 °
sex
26 °
sáb
19 °
- Sabor Mineiro -
- Camisa 10 -
- Borracharia Auto Car -
× Alô!!! PTC NEWS!