29.2 C
Patrocínio
segunda-feira 29 novembro 2021
- Publicidade -
- Publicidade -
Início Destaque LPF: IMPASSE OU REPASSE?

LPF: IMPASSE OU REPASSE?

Pode-se dizer que o esporte em Patrocínio brilhou com força total em todos os segmentos.

Hoje, a Liga Patrocinense de Futebol é palco de um impasse do repasse do pagamento da arbitragem.

Não é sabido até o momento o motivo do não pagamento para os árbitros.

De acordo com fontes ligadas ao esporte e principalmente ao futebol amador,  depois da saída do vice presidente da Liga ela se tornaria irregular para o repasse.

Além disso, denúncias no MP proíbem de tal forma o poder público fazer tal subvenção a entidade.

O presidente após final do campeonato amador não se pronunciou a respeito da saída do seu vice que formalizou o pedido via cartório.

O presidente da LPF, deveria, conforme previsto na Lei, abrir edital para eleger seu Vice-presidente, que afastou-se desde o ano de 2018, onde descreve na sua carta o motivo de sua exoneração.

Quem sofre com esse impasse são os árbitros, que trabalharam para que as competições pudessem ser finalizadas, mesmo sem terem recebido nada pelos serviços prestados na Segunda Divisão, se mostraram profissionais e prestaram seus relevantes serviços também para a Primeira Divisão e seguem até o momento sem receber.

Os poderes do Executivo e Legislativo não possui culpa alguma do não repasse, pois, dependem da Liga Patrocinense colocar o substituto na vaga desocupada do vice e ir ao MP saber da real situação da liga para fazer o projeto e receber a subvenção dentro da tramitação legal.

É vedada o pagamento sem prestações de contas a qualquer entidade que recebe subvenções.

Sem prestação de contas do ano anterior e sem Projeto, os cofres públicos não podem realizar nenhum tipo de pagamento, muito menos quando existem denúncias junto ao Ministério Público para serem apuradas.

O que se espera é que a Entidade máxima do futebol amador realize a prestação de contas de valor legal.

Para pagamento da arbitragem, a LPF recebeu recursos de carteirinha, Alvarás e demais taxas. 

Há verba suficiente para que a arbitragem seja paga pela responsável na realização das competições e a arbitragem merece receber pelos serviços prestados a LPF. 

Não é entendido o motivo de tamanha dificuldade em prestar contas para a Câmara e para a Prefeitura Municipal.

Só não prestam contas quando existe algo a ser escondido. Se está tudo em ordem, a situação se resolve de forma rápida e simples.

Foto reprodução: Difusora 95 FM

- Julinho Pinturas -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

-Onnet Telecom -

ULTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Zema anuncia que cirurgias eletivas no estado de Minas Gerais estão...

Em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (02), o governador Romeu Zema anunciou que todas as cirurgias eletivas do estado de Minas Gerais estão adiadas. A...

Jovem é suspeito matar o namorado da mãe; Polícia encontrou o...

Um homem de 53 anos foi morto a facadas e o suspeito é o enteado de 19 anos. O fato aconteceu em Rio Acima,...

ULTIMAS NOTÍCIAS

- Julinho Pinturas -
- Vital Gás -
- Escola Solução -
- Luciana Santos Estética -
- Funerária Nova Aliança -
- Cantina do Leitão -
- Academia Bella Forma -
- Criativa Móveis -

TEMPO / CLIMA

Patrocínio
nublado
29.2 ° C
29.2 °
29.2 °
44 %
2.1kmh
99 %
seg
28 °
ter
24 °
qua
26 °
qui
28 °
sex
27 °
× Alô!!! PTC NEWS!