sábado, 15 junho
Publicidade
Publicidade
InícioNotíciasAuxílio emergencial terá quarta e 'talvez' quinta parcelas, mas com valor menor,...

Auxílio emergencial terá quarta e ‘talvez’ quinta parcelas, mas com valor menor, diz Bolsonaro

Presidente diz estar negociando com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para dar mais dois meses de socorro a desempregados e autônomos. A rádio, Bolsonaro disse que discutiu tema com Guedes e que 4ª parcela pode ficar entre R$ 300 e R$ 400 "pra ver se a economia pega"

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (22) que haverá a quarta e “talvez” a quinta parcelas do auxílio emergencial destinado a trabalhadores informais. Segundo Bolsonaro, porém, o valor será inferior aos atuais R$ 600  e seriam importantes “para ver se a economia pega”.

“Conversei com o (Paulo) Guedes. Vamos ter que dar uma amortecida. Vai ter quarta parcela, mas não de R$ 600. Não sei quanto vai ser, R$ 300, R$ 400. E talvez a quinta. Talvez seja R$ 300, R$ 200. Até para ver se a economia pega. Não podemos jogar para o espaço mais de R$ 110 bilhões que foram gastos agora dessa forma. Isso vai impactar nossa dívida no Tesouro, é para ver se a economia pega”, afirmou Bolsonaro durante entrevista à Rádio Jovem Pan, na noite desta sexta-feira (22/5).

Bolsonaro disse que nem todos os brasileiros têm condições de ficar em casa. Enquanto uns “ficam assistindo Netflix, pedindo pizza e tendo aula de francês”, outros “não têm nem pipoca na geladeira, quando muito, uma garrafa de água da torneira”. 

Conversa sobre quarta e quinta parcelas são discutidas, porém não com mesmo valor das parcelas atuais de R$600,00

“Se a economia chegar a um ponto tal, de se arrebentar e não pegar mais… Porque tudo tem um limite. Se todo dia tiro um grão de feijão do teu prato, vai chegar um dia na cama. É muito bonito falar: “fique em casa”. É lindo, né? “Cuide da vida”. Mas a massa da população, os informais, está crescendo cada vez mais”, ponderou.

Pagamento do auxílio

O governo iniciou nesta semana o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial. O calendário desta parcela vale apenas para quem recebeu a primeira até 30 de abril.

Até quarta, a Caixa Econômica Federal pagou R$ 44,3 bilhões para 51,6 milhões de beneficiários. Ao todo, foram 62,3 milhões de pagamentos, uma vez que muitos beneficiários já começaram a receber a segunda parcela de R$ 600.

Ainda segundo a Caixa, foram processados pela Dataprev até a última segunda-feira 101,2 milhões de cadastros, dos quais 59 milhões foram considerados elegíveis – destes, 19,2 milhões de beneficiários do Bolsa Família, 10,5 milhões do Cadastro Único e 29,3 milhões de trabalhadores que se inscreveram por meio do site e do aplicativo do programa.

Outros 4,5 milhões de cadastros feitos pelo aplicativo ou pelo site estão em reanálise, e 4,4 milhões, ainda passam pela primeira análise.

Fonte:Correio Brasiliense

VEJA TAMBÉM
Enquete

Qual melhor nome para Patrocínio?

Publicidade
Não foi possível carregar esta votação.

Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
Publicidade
×